Ícone do site Blog da Arquitetura

Você sabe o que é gabião?

gabiao_02_blog-da-arquitetura
Fachada da vinícola Dominus Winery, em Napa Valley, nos Estados Unidos, assinada pelo escritório suíço Herzog & De Meuron

Aplicado na arquitetura desde o século 19, o gabião é uma estrutura feita em aço, semelhante a uma gaiola preenchida por pedras. Ele é utilizado em paredes e muros e costuma ser usado em fachadas e até no paisagismo.

A estrutura do gabião é composta de telas flexíveis, que formam uma espécie de malha com padrões hexagonais, como colmeias. Para dar reforço, é preciso inserir uma torção dupla de ligas de aço.

Existem três tipos de gabiões: caixa, colchão e saco. O primeiro tem o formato de um paralelepípedo, com tampa e divisões internas (células). Já o colchão tem a forma desse objeto, sendo mais achatado e com dimensão maior. O gabião chamado de saco, por outro lado, é usado em fundações, por exemplo redes para proteger encostas e no assentamento de cursos d’água e leitos de rio.

Projeto do arquiteto Zdeněk Trefil, na República Checa, que combina revestimento em metal perfurado com estrutura de gabião

+ Vantagens do gabião

Durante a obra, o gabião gera poucos resíduos, criando estruturas monolíticas prontas para serem usadas.  Além disso, seu impacto ambiental é muito pequeno, uma vez que as telas de aço são  recicláveis e as pedras podem ser retiradas de rios e fornecidas por empresas locais.

Alguns projetos utilizam materiais alternativos e entulho para preencher as estruturas, fazendo com que essas possibilidades de enchimento sejam uma opção vantajosa, contanto que o ciclo de vida não seja baixo.

Residência na Bulgária, da firma I/O Architects

+ Tipos de pedras

Caso decida por preencher o gabião com pedras, esteja atento ao escolher o tipo que irá usar, já que elas refletem diretamente na estética do projeto, além de sua durabilidade.

As mais comuns são granito, calcário, basalto, diabásios e seixos, que devem ser britadas ou roladas, com fragmentos maciços, duros e resistentes, sempre maiores do que os vãos da tela. Evite rochas em decomposição, moledos, arenito ou capa de pedreiras.

Casa na Polônia, do escritório Kropka Studio

Abaixo, Parque Metropolitano Sur, no Chile, do Polidura Talhouk Arquitectos, pronto e durante a execução do projeto, com os gabiões sendo preenchidos com pedras.

Sair da versão mobile