Ícone do site Blog da Arquitetura

Viaduto de Seattle pode se tranformar em parque suspenso

seattle_01_blogdaarquitetura

Recentemente, foi divulgado que o Elevado Costa e Silva, popularmente conhecido como Minhocão, será transformado em parque. A boa notícia animou os habitantes da capital paulista, que terão mais um espaço para curtir a cidade ao ar livre. Outras iniciativas já foram realizadas em Nova York e em Paris – esta última é a precursora desse tipo de espaço (leia sobre esses projetos aqui).

Agora, chegou a vez de Seattle, nos Estados Unidos, entrar na lista de cidades que poderão ganhar mais um espaço de lazer para a população. Embora as autoridades ainda não tenham aprovado a construção do parque, os envolvidos no projeto estão se esforçando para tornar possível a sua viabilização.

O plano, baseado em um projeto do arquiteto Christopher Patano, pretende transformar um trecho de 3,2 km de uma via elevada da Interestadual-5 em um parque suspenso. A via em questão, considerada mal utilizada, atravessa o a cidade. Porém, ao invés de facilitar a vida dos moradores, acaba causando transtornos ao deixar os veículos que nela circulam quase no mesmo nível das janelas dos edifícios vizinhos. O resultado, semelhante ao que acontece nas imediações do Minhocão, são elevados níveis de poluição sonora e do ar, prejudicando a qualidade de vida dos moradores.

Para transformar o trecho em parque, o asfalto será substituído por gramado, árvores, pista de corrida, ciclovia e áreas para descanso, dentre outros. No entanto, o que realmente diferencia o projeto de Patano dos demais parques elevados é a possibilidade de aproveitar o vão da pista.

Além de todos esse benefícios para o bairro, o parque se tornaria uma referência para Seattle, uma vez que a própria região é carente de estruturas desse tipo. Para isso, o projeto também traz um centro de conferências, que seria construído no vão do elevado, além de arena esportiva, áreas para escritórios e para residências.

Sair da versão mobile