Ícone do site Blog da Arquitetura

Ventilador ou ar condicionado: qual o mais indicado?

Estamos em pleno verão e, apesar das chuvas esporádicas em algumas regiões do país, as altas temperaturas exigem “uma ajudinha” na hora de resfriar e refrescar os ambientes. Nessas horas, muitos procuram por um ventilador ou ar condicionado. Mas qual seria o mais indicado para para um projeto arquitetônico? Neste artigo, o Blog da Arquitetura vai apresentar os principais pontos que diferenciam um e outro.

Fonte: Pixabay.

Portabilidade

Uma das grandes vantagens dos ventiladores é que eles podem ir praticamente para qualquer lugar que você precisar. Os modelos menores podem ser convenientemente deslocados entre o chão, a mesa de café e o banco da cozinha, conforme necessário. Mesmo os mais robustos podem ser movidos de um quarto para outro. Claro, excluindo os modelos de teto.

Enquanto a maioria dos aparelhos de ar condicionado requer instalação na casa – e um eventual quebra-quebra – outros são pequenos o suficiente para serem movidos entre os cômodos. No entanto, os aparelhos de ar condicionado portátil podem ter alguns requisitos bastantes específicos para funcionar efetivamente, como o acesso a uma janela apropriada para ventilar seus gases.

Eficiência e Gastos de Energia

Um ventilador pode até mover o ar em sua casa, mas não irá arrefecer, ou seja, resfriar (o ar). Porém isso não é o fim do mundo, já que às vezes esse pouco de brisa é suficiente para aliviar o calor e ficar confortável em casa. Para efetivamente esfriar sua casa com um ventilador, você precisará de uma fonte de ar mais frio, bem como um meio para o ar quente escapar.

Uma opção efetiva é esperar as horas mais frescas da noite, depois abrir as janelas e portas, usando o ventilador para que este ar mais frio flua. Certifique-se de selar a casa novamente antes que as condições comecem a aquecer.

Fonte: Pixabay.

Usar um aparelho de ar condicionado é muito mais simples nesse sentido, pois irá refrigerar ativamente o ar da sua casa. Enquanto você manter a casa bem selada, você estará no comando completo do clima interno, independentemente das condições externas.

Em média, um ventilador usará menos energia do que um aparelho de ar condicionado. Deixar um ventilador funcionando sem parar em um esforço inútil para arrefecer o quarto pode ser uma verdadeira facada e o tiro pode sair pela culatra na hora de pagar a luz. Da mesma forma, se você usar um aparelho de ar condicionado, você vai querer executá-lo de forma eficiente se quiser evitar um susto na conta de luz no fim do mês.

Ruídos

Definir se o ventilador ou o ar condicionado é o aparelho mais barulhento tende a variar caso a caso, dependendo do layout da casa e como os aparelhos estão sendo usados.

Por regra, quanto maior e mais rápido o aparelho, mais ruidoso será. Como os aparelhos de ar condicionado são geralmente maiores e mais poderosos do que a maioria dos ventiladores, eles geralmente geram mais ruído. Entretanto, a maioria dos aparelhos de ar condicionado split tem seus motores posicionados para fora da casa.

Mesmo um pequeno ventilador às vezes pode ser realmente irritante se estiver configurado em uma área com superfícies que geram muita vibração ou mal fixado.

Preço

Em geral, os ventiladores são menos dispendiosos do que os aparelhos de ar condicionado e consequentemente são mais baratos, embora geralmente não sejam tão eficazes em resfriar sua casa. Então, se você só precisa ficar confortável em casa, um ventilador pode ser tudo o que você precisa para tirar a borda do calor. Mas se você estiver disposto a desembolsar algumas centenas de reais a mais, um aparelho de ar condicionado pode ser uma compra prática.

Fonte: Appliance

Sair da versão mobile