Top

Por que investir em decoração nos restaurantes?

Mesmo diante da atual crise financeira que o Brasil enfrenta, uma boa parte da população do país acaba realizando suas refeições fora de casa, em bares ou restaurantes. Para driblar a concorrência, cada empresário busca encontrar o seu diferencial, aquilo que fará chamar a atenção do público para seu produto ou serviço e, assim, fidelizar a clientela. E a maior aposta de marketing dos últimos anos tem sido a decoração comercial.

decoracao_restaurantes_01-blog-da-arquitetura
(imagem extraída de Decor Fácil)

Para que uma empresa tenha sucesso, ela não pode, simplesmente, estar aberta. Quando um cliente entra num determinado estabelecimento é porque está esperando encontrar algo. Um restaurante, por exemplo, deve proporcionar uma ‘experiência gastronômica’, que vai muito além de bons pratos, começando pela decoração.

Uma boa prestação de serviço e um cardápio bem elaborado são fatores importantes para o funcionamento de um restaurante. Porém, não são suficientes. Se ele for desorganizado e mal projetado dará uma impressão ruim aos clientes, afastando-os e gerando prejuízo ao proprietário. Então, independente do orçamento disponível, vale a pena realizar um planejamento de arquitetura e decoração. Isso ajudará a tornar os ambientes mais agradáveis.

decoracao_restaurantes_02-blog-da-arquitetura
(imagens extraídas de Decor Fácil)

Para a concepção arquitetônica de um restaurante é bem importante que se tenha um apoio técnico especializado. Cada ambiente precisará receber a atenção dos projetistas. As áreas destinadas aos clientes são onde se pode ousar mais na criatividade. Sua decoração servirá de incentivo para agradar os clientes, que se sentirão mais animados e à vontade. Também, atender aos funcionários na dinamicidade do seu trabalho. Deste modo, todos irão querer permanecer e voltar ao local.

decoracao_restaurantes_05-blog-da-arquitetura
Restaurante Her Majesty’s Pleasure, no Canadá. (imagem extraída de Gazeta do Povo)

A elaboração do projeto de decoração para restaurantes, como um todo, tem muitas peculiaridades. Primeiro, deve-se saber que o estilo estético e a personalidade empregada serão o cartão de visitas do estabelecimento. Isso selecionará clientes – o público alvo – e dirá muito sobre o preço e a qualidade do que lhes será oferecido. Ou seja, a decoração deverá estar em sintonia com tudo, mas, principalmente, com a gastronomia.

O projetista precisará estudar o público frequentador, a tradição da empresa e a especialidade de comida servida., bem como o horário de funcionamento, o fluxo de pessoas, as atividades dos funcionários, a iluminação e a ventilação necessárias. E, por último, mas não menos importante, a concorrência. Só depois poderá determinar toda a distribuição e organização do estabelecimento.

decoracao_restaurantes_04-blog-da-arquitetura
(imagem extraída de Decor Fácil)
decoracao_restaurantes_08-blog-da-arquitetura
(imagens extraídas de Idea Grid e Decor Fácil)

Começando pela iluminação, o ideal, para restaurantes, é uma luz difusa, de efeito intimista e aconchegante. Mas, pode haver variações de intensidades, já que existem áreas com funções diferentes, como cozinhas e sanitários. O importante é saber que cada espaço precisa proporcionar conforto e bem estar a todos. Na mesa, os pratos devem ser bem iluminados. As luminárias pendentes são uma boa opção para substituir as tradicionais, criando um clima lúdico para a decoração.

O segundo passo pode ser as paredes. Elas são como grandes painéis, livres para a criação e a comunicação. A pintura do restaurante é um detalhe muito importante. Cada tonalidade de cor tem o poder de transmitir sensações e sentimentos. Os tons quentes servem para os ambientes mais joviais. Os frios servem para os mais adultos. É bom equilibrar os materiais. Adequar tudo com a logomarca da empresa e todas as características do negócio.

decoracao_restaurantes_06-blog-da-arquitetura

decoracao_restaurantes_07-blog-da-arquitetura
(imagens extraída de Gazeta do Povo)

Os demais itens da proposta serão a mobília, os objetos decorativos e o layout do espaço, que precisam ser eficientes e eficazes. Devem-se evitar quaisquer excessos. O estilo dos assentos e mesas precisa seguir o conceito da proposta decorativa prevista para o restaurante. As peças não podem ser nem desconfortáveis e nem confortáveis demais, pois o cliente não deve querer ficar mais tempo que o necessário no estabelecimento. Peças em madeira ajudam a aquecer o visual. Já as em metal e vidro trarão mais sobriedade.

decoracao_restaurantes_03-blog-da-arquitetura
(imagens extraídas de Decor Fácil)

O vídeo abaixo traz mais dicas sobre o assunto. Olha só:

Fontes: Led Móveis, Revista Exame, Site AdministradoresSão Paulo Times.