Top

Lista BDA: conheça 5 incríveis torres de observação em espiral

A arquitetura é arte e também uma poderosa ferramenta de representação de outras artes. Quando materializada, ela é capaz de instigar – ou até mesmo impor – certas ações e emoções humanas, como a de se divertir apreciando a natureza. Ela consegue envolver princípios da escultura com as da engenharia civil, além de outros campos diferentes, para moldar as experiências dos usuários. No caso das torres de observação cilíndricas, de perfil curvo, a arquitetura quase se perde dentro da escultura, se encaixando tão harmoniosamente dentro na paisagem quanto um elemento construído pode ser.

Os exemplos apresentados a seguir mostram como o simples percurso de subir e descer pode envolver não só alegria, mas o prazer de cumprir as etapas do caminho.

(imagem extraída de Archdaily)

+ Ribbon Chapel

Este edifício, de estrutura delicada, é mais do que uma plataforma de observação, é também uma capela de casamento. Ela foi projetada por Hiroshi Nakamura e NAP Architects, com auxílio da empresa Ove Arup & Partners Ltd. Está localizada no jardim do hotel Bella Vista Sakaigahama, em Hiroshima, no Japão. E sua forma, composta por um aro tridimensional, é a metáfora perfeita sobre a unidade do matrimônio, a união de duas almas apaixonas sobre o céu sagrado do Divino.

As duas espirais são, na verdade, escadas. Juntas, elas formam um percurso de cento e sessenta metros de comprimento, chegando até a uma altura de aproximadamente quinze metros. Lá de cima tem-se uma vista privilegiada para as montanhas, mar e ilhas, muito além das árvores circundantes. Estas fitas contínuas – apoios curvos de liga de zinco de titânio – formam uma estrutura independente e estável, conectada a peças intermediárias em aço. Este “emaranhado”, que se encontra no topo, amplia sua largura na base em resposta a função do edifício.

(imagem extraída de Arch2o)
(imagem extraída de Metalocus)

+ Mur Tower 

Com vista para o Rio Mur, na divisa entre a Áustria e a Eslovênia, esta torre de observação tem cento e sessenta e oito degraus, oito metros de largura e vinte e sete metros de altura. A incrível arquitetura, de forma delicada, foi projetada por Loenhart & Mayr. Sua estrutura tem componentes geométricos repetidos, que criam uma falsa ilusão de irregularidade. Isso foi inspirado na espiral dupla – que mais lembra um parafuso – da escadaria do castelo de Graz, construído em 1500, na região.

A estrutura da Mur Tower é dividida em três partes, que se unem no topo. Na parte externa, há elementos em aço oco. Na parte interna, cabos de aço. E em intermediário, tem-se escadas helicoidais separadas, revestidas em alumínio – uma para o visitante subir e outra para ele descer. Tudo foi pensado como se fosse uma árvore, a parte inferior corresponde a um tronco, enquanto as hastes metálicas representam ramos. A ideia era impulsionar as pessoas a sentirem como se estivessem subindo em uma copa, de verdade. É uma oportunidade de aproveitar a linda vista da paisagem, em trezentos e sessenta graus.

(imagens extraídas de Pinterest e Archdaily)
(imagem extraída de Foto Community)

+ Tree Top Gisselfeld Klosters Skove Florest

Projetada pelo estúdio de arquitetura EFFEKT, esta torre de observação será construída dentro de um parque, na floresta de Gisselfeld Klosters Skove, em Copenhague, na Dinamarca. Como parte da aventura, o visitante pode percorrer uma passarela sinuosa, com seiscentos metros de extensão, que os levará à atravessarem a paisagem e desfrutarem a natureza. A rampa contínua, feita de madeira das árvores derrubadas no local, se conecta a uma torre com treze espirais e quarenta e cinco metros de altura.

A estrutura da Treetop tem uma forma de ampulheta, com uma base e coroa ampliadas, destinadas a oferecerem mais suporte e estabilidade ao conjunto; e uma área maior de visualização da paisagem no topo. A rampa helicoidal é envolvida por um esqueleto trançado em aço corten, torcido em um ângulo de cento e vinte graus. Este suporte é, justamente, o maior elemento escultural desta arquitetura.

(imagens extraídas de Archdaily e Arch2o)
(imagem extraída de Arch2o)

+ Tree Top Walk

Esta torre de observação está localizada no Parque Nacional da Floresta da Baviera, em Neuschönau, na Alemanha. Além da sua forma peculiar, que lembra um ovo gigante, ela é, dentre todas, a de percurso mais extenso do mundo, com quinhentos metros ao todo. O edifício tem quarenta e quatro metros de altura e trinta e oito metros de circunferência. Sua rampa foi construída em madeira, com uma inclinação de apenas seis por cento – mesmo assim, há redes transparentes de proteção. Os apoios verticais também são de material natural. Toda a estrutura foi feita para que os visitantes pudessem contemplar o ecossistema acerca da árvore existente em seu interior.

(imagem extraída de Twisted Sifter)
(imagem extraída de Designboom)

+ Pyramidenkogel Observation Tower

A bela torre de atividades multiuso – observação e transmissão de televisão – em  Caríntia , na Áustria, foi projetada pela empresa de arquitetura Klaura & Kaden. Ela é chamada pelo público de Pyramidenkogel. Mas, na verdade, este é o nome da montanha onde ela está, que tem sido uma atração turística, principalmente para os falantes de alemão e esloveno, desde o século XIX. A estrutura encontra-se no local exato onde antes havia uma outra torre.

Pois a nova torre não só é mais alta que a anterior, como também é a mais alta do mundo. Ela foi construída em madeira e aço, tem dez andares e cem metros de altura. Possui, em seu interior, diversas instalações, como uma plataforma para visitantes, um café, um salão coberto de vidro, três decks de observação e mais. Sua forma é em hélice, curvilínea, como um cesto. Tem anéis elípticos e bastidores diagonais. Essa “escalada até o céu” aborda a tipologia da torre, assim como também explora certos usos inovadores da madeira na construção civil.

(imagem extraída de Natour Magazine)
(imagem extraída de Fine Stay Slovenia)

Fontes: DesignboomArch2oInhabitatMark MagazineDaily Mail.


Leia Também:

Saiba mais sobre a evolução histórica (e as infinitas possibilidades) das torres de água

Arquitetura Baubotanik: o movimento que incorpora o crescimento natural das plantas e árvores nos projetos

Arquitetos transformam caixas d’água abandonadas em belas residências (<3)

Soundscraper: a torre que transforma poluição sonora em energia