Ícone do site Blog da Arquitetura

Estudante de Arquitetura: como se preparar para o mercado de trabalho?

Não basta ter apenas o diploma, é preciso muito mais!

Um estudante universitário ou um recém-formado, seja na área que for, encontrará sempre muitas dificuldades para lidar com as novas experiências profissionais. Realmente, não é nada é fácil garantir um lugar de destaque no mercado de trabalho. Construir uma trajetória de sucesso requer muito esforço e isso é algo que tem que ser colocado em prática desde a faculdade.

Infelizmente, são poucas as pessoas que começam a trabalhar já com uma visão empreendedora. Erros básicos, provocados logo no início da carreira, prejudicam não somente os trabalhadores que os cometem, mas toda uma categoria. Um exemplo é a cobrança de preços muito abaixo do mercado, prática realizada no intuito de atrair os primeiros clientes. Problemas assim geram graves consequências para o resto de sua vida profissional.

Neste artigo, daremos algumas orientações para ajudar os estudantes de arquitetura a incrementarem seu currículo e se prepararem melhor para o mercado de trabalho.

(imagem extraída de Pixabay)

+ Investir em uma boa educação

A primeira coisa que o profissional precisa saber, ainda na fase de formação, é escolher uma boa instituição de ensino, com bons conceitos e avaliações. Mas só a graduação nunca não será suficiente.  É importante investir em cursos complementares, workshops e palestras. A troca de informações com colegas na área é muito benéfica. Ela contribui na formação do senso crítico do aluno. E, em sua casa, vale a pena também manter uma pequena biblioteca, com exemplos de modelos a se seguir.

Conhecimento nunca é demais!

(imagem extraída de Pixabay)

+ Criar uma rede de contatos

Quem está começando uma carreira, não deve ter orgulho. Precisa buscar auxílio em quem tem interesses em comum, porém mais experiência. A conexão estabelecida com outras pessoas, ainda na faculdade, pode gerar grandes parcerias no futuro. Se houver colaboração mútua, de serviços e informações, essas pessoas irão, certamente, contribuir com o desenvolvimento do profissional.

Valorize o relacionamento com outros arquitetos!

(imagem extraída de Pixabay)

+ Sair da teoria para a prática

Acontece, algumas vezes, do estudante se formar sem ter tido nenhum contato maior, além da sala de aula, com a área escolhida. E não há nada melhor do que a prática para conhecer aquilo que só se viu na teoria. Durante a faculdade o aluno pode se envolver mais com o ensino, realizando monitorias, pesquisas, extensões, iniciações científicas, viagens de estudo, intercâmbios e mais. Essas atividades podem ajudar a desenvolver suas habilidades técnicas, aprofundar conhecimentos específicos, a superar certos desafios e a estimular os sentidos do seu corpo, como a visão.

Outra experiência muito válida para os estudantes é a atuação em concursos. Mesmo que o participante não ganhe o prêmio, ele já sai com a experiência de ter trabalhado em equipe. Mas, claro que, a melhor maneira de começar no mercado de trabalho é realizando estágios. Até se formar e ter um emprego fixo, essa é a melhor forma que o mercado oferece de mostrar, na prática, como será o seu exercício profissional.

Toda a experiência é válida!

(imagem extraída de Pixabay)

+ Elaborar e divulgar um portfólio

Na hora da uma entrevista de emprego, ou de uma entrevista para um estágio, é essencial que o profissional, ou futuro profissional, apresente um portfólio. No documento devem estar reunidas amostras de todos os seus trabalhos já realizados. Por exemplo, pode ser aquilo que foi produzido em uma das disciplinas do curso, nas participações em concursos, em atividades exercidas em outras empresas e mais.

As redes sociais são uma ótima ferramenta para promover um produto ou serviço. Então, o portfólio pode ser também montado em uma plataforma online. Mas, antes, o profissional deve avaliar suas habilidades e definir o tipo de atividade que quer exercer, que área quer trabalhar. Depois, deve estabelecer um público-alvo e como pretende alcançá-lo. Quando for a hora de divulgar os trabalhos, começa-se, primeiro, com as pessoas pertencentes à rede de contatos. E, conforme o profissional for adquirindo mais experiência esse círculo se ampliará.

Não tenha medo nem vergonha de divulgar o seu trabalho!

(imagem extraída de Pixabay)

Habilidade, criatividade, foco, estudo, persistência e dedicação!

A combinação de todas essas qualidades faz qualquer estudante de arquitetura ou arquiteto recém-formado “entrar com o pé-direito” no mercado de trabalho.


Lembre-se, o diferencial de cada profissional é o resultado do que ele faz!


Fontes: Blog UNA, Blog UnipeArch Daily.


Leia Também:

13 Coisas que todo estudante de Arquitetura deveria saber

O guia definitivo para conseguir um estágio ou emprego na engenharia

Sair da versão mobile