Top

Ecoturismo e aventura na Serra do Cipó

No coração de Minas Gerais, a 90 quilômetros da capital Belo Horizonte, a monumental Serra do Cipó desponta como um exuberante destino turístico, com flora e fauna nativas, cachoeiras, rios, cânions e cavernas. Para garantir a sua preservação, há mais de 30 anos foi fundado o Parque Nacional Serra do Cipó, que compreende 35 mil hectares e oferece atrações turísticas imperdíveis.

As atrações mais populares da Serra do Cipó são as cachoeiras. Com mais de 60 quedas d’água, que podem ser observadas e, em alguns casos, até mesmo apreciadas com um refrescante banho, a região conta com a mais alta de todo o estado: a cachoeira do Tabuleiro. Do alto de seus 263 metros, o visitante tem uma bela vista do parque.

serra-do-cipo_2_blog-da-arquitetura
Cachoeira do Tabuleiro, no Parque Nacional da Serra do Cipo, em Minas Gerais (Foto: Adriana Borges)

Outra queda d’água que atrai os turistas, principalmente pelo fácil acesso, feito a pé, a cavalo, de bicicleta ou pelo veículo do parque, é a Cachoeira da Farofa. Com 80 metros de queda, ela possui um poço com 80 m² de área superficial, podendo chegar a 5 metros de profundidade em alguns pontos.

Já a Cachoeira das Andorinhas e a de Congonhas de Cima são ideais para praticar canionismo. A atividade radical consiste em explorar os rios enquanto se supera obstáculos verticais ou debaixo d’água. Para isso, é preciso uma boa dose de adrenalina e conhecimento, utilizando técnicas variadas e equipamentos especiais.

serra-do-cipo_3_blog-da-arquitetura
Cachoeira das Andorinhas, no Parque Nacional da Serra do Cipó, em Minas Gerais (foto: Clube dos Aventureiros)

Os cânions também merecem destaque, conferindo um toque exótico à paisagem da Serra do Cipó. O das Bandeirinhas é bastante acessível: basta caminhar por uma trilha plana repleta de belezas naturais, com cachoeiras, plantas nativas e animais silvestres. Como se não bastasse o passeio em si, a recompensa é uma vista de tirar o fôlego dos paredões de 6 quilômetros de extensão, com quedas d’água, poços, pássaros e orquídeas.

serra-do-cipo_1_blog-da-arquitetura
Cânion das Bandeirinhas, no Parque Nacional da Serra do Cipó, em Minas Gerais

Se estiver com um bom preparo físico, suba ao Pico do Breu, local que proporciona um panorama geral do parque. Trata-se do ponto mais alto da Serra do Cipó, com 1687 metros de altitude. Outro lugar com uma vista fantástica da região é o Pico da Lapinha, com 1686 metros.

serra-do-cipo_4_blog-da-arquitetura
Pico do Breu, no Parque Nacional da Serra do Cipó, em Minas Gerais

serra-do-cipo_5_blog-da-arquitetura

Pico da Lapinha, no Parque Nacional da Serra do Cipó, em Minas Gerais

Parque Nacional da Serra do Cipó

Rodovia MG 10, KM 97 – Distrito Serra do Cipó
Santana do Riacho – MG