Top

Como um arquiteto iniciante deve lidar com o cliente?

O objetivo de qualquer arquiteto iniciante após a formação é, obviamente, investir na carreira. Seja representando uma empresa ou com seu próprio escritório, o primeiro contato com um cliente é um desafio. Querendo ou não, a ansiedade e falta de experiência pesam, mas quando se está bem preparado, isso vira mero detalhe!

De modo geral, lidar com clientes não é uma tarefa fácil. É preciso oferecer boas soluções e argumentos para convencê-lo e garantir sucesso na reunião. Quando é a primeira vez, é normal aquele frio na barriga. Mas não precisa ficar desesperado e pensar em soluções malucas para agradá-lo. Com bom senso, preparação e foco, um arquiteto iniciante consegue muito sucesso em seu primeiro contato com o cliente. Para te ajudar, preparamos algumas dicas!

como lidar com o cliente

Arquiteto iniciante x cliente: Como agir?

  • A primeira conversa

Mostrar segurança é fundamental ao se encontrar com o cliente pela primeira vez. Nessa hora, ele vai expor seus desejos, necessidades e tudo o que for pertinente ao projeto. A ideia é ser participativo e interessado, sem deixar o cliente falando sozinho – mas também evitar interrompê-lo ou começar discussões infundadas.

Evite dar muitas ideias e dicas logo de cara. Na primeira reunião, você precisa coletar informação, para depois começar o estudo do projeto. Segundo especialistas, isso valoriza o trabalho do arquiteto e transmite mais confiança. Ah, e nem pensar em arrogância, isso é péssimo. Deixe sempre o cliente à vontade.

  • O orçamento

O orçamento é parte essencial e que você precisa ficar muito atento em duas variáveis: noção da viabilidade do projeto e baixo orçamento. Na primeira, é primordial ser franco e sincero, falando ao cliente os pontos negativos e positivos do projeto.

Já quanto ao baixo orçamento, faça uma pesquisa aprofundada, converse com fornecedores, profissionais e amigos com mais tempo na área. Lembre-se que se o orçamento estourar, você será responsabilizado, por isso é preciso uma boa pesquisa para não ter problemas mais tarde.

arquiteo iniciante

  • O projeto

Um projeto básico e eficiente é aquele que tem as especificações gerais do serviço, todas as fases bem descritas (estudo, anteprojeto, projeto executivo e material utilizado) e os honorários bem detalhados – inclusive com a mão de obra. Nunca esqueça de revisar antes de mandar para o cliente!

  • A segunda conversa

Depois de seguir todo o cronograma e terminar o projeto, a segunda reunião é a parte principal para um arquiteto iniciante convencer e fechar o projeto com o cliente. Apresente tudo com clareza, segurança e sinceridade. Não tente ‘dar um jeitinho’ e diga todos os prós e contras.

E se o cliente é chato e fica colocando defeitos/dando opiniões demais? Isso é normal, afinal, trata-se de um projeto responsivo. Tenha paciência e não seja inconveniente. Esteja seguro em mostrar o que é viável ou não. Uma boa conversa sempre resolve tudo! 

  • O contrato

Se tudo deu certo, é hora de assinar o contrato de prestação de serviços, importante para as duas partes. Neste documento deve constar, basicamente: informações do orçamento complementadas, obrigações de contratante e contratado, cláusula penal (em caso de rescisão) e considerações finais. Depois disso, mãos à obra!

arquiteto iniciante com cliente blog da arquitetura

Ser sincero e ter noção das dificuldades do projeto é essencial para criar confiança com o cliente. Deixe claro quais são as limitações, esteja sempre seguro e use bons argumentos. Lembre-se que a primeira impressão é a que fica, e no caso de um ótimo trabalho, rapidamente você deixa de ser um arquiteto iniciante para se tornar um grande profissional. Boa sorte! :)

Referência: Hometeka