Top

Como garantir um orçamento de obra eficiente? [+E-BOOK GRATUITO]

No post em que falamos sobre como fazer um planejamento de obra do começo ao fim, reforçamos a importância do orçamento. No post de hoje, vamos entrar nos detalhes dessa etapa.

Para garantir uma boa gestão e planejamento, é fundamental acompanhar TODOS os gastos da obra e isso é importante não só para o sucesso da obra em si, como também para a competitividade e sustentabilidade do seu negócio. Por isso, colocamos abaixo os principais pontos que você deve prestar atenção:

shutterstock_64874494

1 – O budget

O primeiro passo é saber quanto o cliente pode e está disposto a gastar, o famoso budget. Isso vai garantir que a expectativa – tanto sua quanto do cliente – não se distancie da realidade, evitar frustrações e assegurar que o projeto estará compatível com os limites impostos pelo cliente.

2 – As especificações técnicas

Para saber quanto você vai gastar, é preciso saber com o que. Por isso, é importante saber as especificações técnicas, isto é, os materiais que serão utilizados, qual o grau de complexidade das estruturas, o projeto arquitetônico e o memorial descritivo da obra. Nessa etapa, diferentes profissionais se unem para avaliar as dificuldades e imprevistos que podem surgir, o que vai permitir previsões mais assertivas.

Dica: não se esqueça de que o orçamento é uma etapa complexa, em que devem ser contemplados os custos diretos e indiretos e na qual a experiência técnica pode fazer toda a diferença.

3 – Faça uma lista!

Elaborar uma lista que detalhe a quantidade da mão de obra, os equipamentos necessários, o tempo de utilização desses equipamentos, os custos financeiros e administrativos, diretos e indiretos vão garantir não só uma estimativa assertiva dos custos da obra para o cliente, como também uma estimativa de renda que o projeto deve gerar para você e seu escritório.

Dica: criar um modelo padrão de orçamento é interessante, mas não se esqueça de que cada projeto tem a sua peculiaridade, como as particularidades do solo e os métodos de construção, para citar alguns. Lembre-se que toda obra é única! Muita gente trabalha com um custo médio da construção (CUB), uma estimativa por metro quadrado. É uma alternativa, mas vaga e genérica.

Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

4 – Lembre-se das leis trabalhistas

Um dos gastos mais expressivos em qualquer projeto é com a mão de obra. Fique atento às leis trabalhistas para não ser surpreendido com processos e multas de inspeções, que podem gerar gastos excessivos. Não se esqueça de incluir no orçamento os salários (inclusive do seu escritório!), encargos e tributos.

Dica: um acidente de trabalho pode custar caro assim como conseguir reduzir as horas no canteiro de obras pode ter um impacto positivo no orçamento.

5 – Negocie!

Faça sempre de 2 a 3 cotações. Isso vai garantir que você tenha margem para negociar, permitir que você entenda as oscilações de preço e qualidade, além de comprar as diferentes condições de pagamento. Guarde todas as informações, desde o nome do vendedor até a data da cotação e mantenha um bom relacionamento com os bons fornecedores e prestadores de serviço (isso pode ajudar nas negociações futuras).

6 – Tempo é dinheiro

Essa frase faz todo o sentido em um canteiro de obras. Pedidos de última hora, custos extras com logística, mão de obra decorrente de atraso e problemas com antecipação e estocagem de materiais podem interferir – e muito! – no orçamento. Por isso, é importante que o seu orçamento esteja sincronizado com o cronograma da obra.

 

Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

7 – Acompanhe tudo (e de perto)!

O orçamento deve ser acompanhado e revisado com frequência, tanto por você quanto pelo cliente e pelos demais profissionais envolvidos. Um profissional que sabe quanto pode gastar não vai te surpreender negativamente com um gasto acima do disponível.

8 – Conheça o Veja Obra

Este é um software online criado especialmente para arquitetos e designers de interiores, focado na gestão e execução de projetos. O grande diferencial do Veja Obra em relação aos demais é seu design interativo e intuitivo, o que elimina a necessidade de longos treinamentos para saber como usá-lo, além de seu preço super acessível (menos de R$ 100,00/mês)! Ele foi pensado para entregar produtividade e eficiência para sua equipe.

Logo Blog Arquitetura

+BÔNUS

No site do Veja Obra é possível experimentar o software por 30 dias e, em parceria com o Blog da Arquitetura, disponibilizamos esse e-book GRATUITO que conta, com riqueza de detalhes, como fazer um orçamento detalhado e assertivo para a sua obra. CLIQUE AQUI PARA BAIXAR.