Top

As bonecas inspiradas em mulheres reais

As opções de brinquedos para as crianças são variadas, mas é bastante comum encontrarmos à venda bonecas totalmente maquiadas, que representam personagens da Disney ou criadas à semelhança de heroínas de Hollywood, totalmente ficcionais e, por vezes, até sexualizadas. Pensando nisso, a artista Wendy Tsao transformou as bonecas Bratz em mulheres reais e inspiradoras, sem maquiagem, com roupas e características próprias.

Os primeiros trabalhos da artista ainda não eram inspirados e mulheres reais, mas já demonstravam as mudanças nas bonecas. Imagem: Wendy Tsao
Os primeiros trabalhos da artista ainda não eram inspirados em mulheres reais, mas já demonstravam as mudanças nas bonecas. Imagem: Wendy Tsao

Wendy buscou explorar a ideia de que os brinquedos podem ter um impacto na identidade de cada pessoa, por serem símbolos de conforto e de muita significação para crianças, e até mesmo para adultos. A artista questionou o porquê de apenas heroínas ficcionais serem representadas. “Mas existem pessoas da vida real que são heroínas também, com histórias inspiradoras de coragem, inteligência, força e singularidade. As crianças poderiam aprender e serem inspiradas por elas a partir dos brinquedos?”

Esta não é a primeira vez que a artista faz uma transformação em bonecas. Wendy, artista de Vancouver, já havia divulgado em seu blog as novas características também das bonecas Bratz, após a retirada da pintura que simula a maquiagem e com mudança das roupas. Era uma nova personalidade que aparecia, depois de um trabalho que a artista definiu como prazeroso e que a fez lembrar-se dos tempos de infância.

Este trabalho de Wendy está disponível para venda através do eBay, e parte do valor arrecado será destinado a instituições, como a Desert Flower Foundation e Roberta Bondar Foundation. Conheça as bonecas inspiradas em heroínas reais:

+ Malala Yousafzai

A jovem ativista paquistanesa, nascida em 1997 e ganhadora do Nobel da Paz em 2014, ficou conhecida após ser baleada por talibãs ao sair de sua escola, quando tinha apenas 15 anos.  O motivo do crime era que Malala, que já havia sido proibida de frequentar o colégio, destacava-se por seu trabalho a favor do acesso à educação para meninas e adolescentes, algo condenado pelos talibãs, que dominam o Paquistão. Malala continuou sua defesa após o ataque, e é reconhecida internacionalmente.

Malala-blog-da-arquitetura

+ Frida Kahlo

Pintora mexicana, revolucionária, considerada à frente de seu tempo. Estas são apenas algumas das características de Frida Kahlo, que sofreu um grave acidente aos 18 anos de idade e, durante sua recuperação, começou a pintar. Suas obras, de cores vivas e sempre muito simbólicas, receberam influências da cultura mexicana, do marxismo e dos movimentos de vanguarda. Frida faleceu em 1954, e é reconhecida como um dos principais exemplos da arte do século XX.

Frida-blog-da-arquitetura

+ Jane Goodall

O amor pelos animais levou a britânica Jane Goodall a dedicar-se ao estudo da vida dos chimpanzés da Tanzânia, durante 55 anos. O trabalho da antropóloga, primatóloga e etóloga está diretamente ligado à preservação da natureza e da vida animal, e é reconhecido internacionalmente.

Jane-Goodall-blog-da-arquitetura

+ J. K. Rowling

A escritora britânica é reconhecida mundialmente por ser a autora da saga de Harry Potter, uma das mais vendidas na história da literatura. Nascida em 1965, para além da escrita ficcional, sua trajetória inclui o trabalho como pesquisadora da Anistia Internacional e como professora de língua inglesa em Portugal.

JK-Rowling-blog-da-arquitetura

+ Waris Dirie

A ex-modelo somali Waris Dirie precisou fugir da dura realidade a que a maioria das meninas são submetidas em diversos países africanos. Aos 13 anos, Waris fugiu de um casamento arranjado. Ela, que já tinha enfrentado a circuncisão, chegou a Londres, onde chamou a atenção por sua beleza, tornando-se modelo internacional e ativista contra a prática ainda existente contra as mulheres. Para contar sua história, Waris escreveu o livro Flor do Deserto, em 1998, e fundou a Desert Flower Foundation em 2002, com o objetivo de chamar a atenção e lutar contra o sofrimento das mulheres.

Waris-Dirie-blog-da-arquitetura

+ Roberta Bondar

A primeira astronauta canadense e a primeira neurologista a ir para o espaço, esta é Roberta Bondar, nascida em 1945. Roberta iniciou o treinamento como astronauta em 1984 e voou em missão para o espaço em 1992. Com o objetivo de chamar a atenção para a preservação do meio ambiente, foi fundada em 2009 a Roberta Bondar Foundation.

Roberta-Bondar-blog-da-arquitetura

Imagens: Wendy Tsao, Catraca Livre

Referências: Catraca Livre, Bored Panda, Daily Mail, Wendy Tsao