publicidade

publicidade

É real! Você teria coragem de passar uma noite no castelo do Drácula?


Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Você teria coragem de passar uma noite no apavorante castelo do Conde Drácula? Quer saber como? Confira abaixo.

+ O verdadeiro Conde Drácula

Primeiramente é importante esclarecer aos desavisados: o Conde Drácula é um personagem fictício criado por Bram Stoker, entretanto, sua história foi inspirada muito provavelmente na vida no príncipe Vlad III, que governou o território que corresponde atualmente a Romênia, nos anos 1400. Apesar dele não ter sido um vampiro, o castelo imenso e assustador realmente existiu e está praticamente intacto até hoje.

Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Durante o último Halloween, o site de hospedagem Airbnb, para promover os seus serviços, promoveu um concurso em que participantes de qualquer país do mundo poderiam concorrer a uma noite no castelo. Para isso, bastava responder à pergunta: “O que você diria ao Conde se ficasse cara a cara com as presas dele em seu próprio castelo”?

Os interessados nesse espaço nada convencional também tiveram acesso aos pontos mais peculiares e interessantes do castelo, como o lugar mais alto, ou seja, as torres de vigia, assim como as catacumbas escuras, localizadas debaixo da mansão medieval.

“O castelo é lugar onde a lenda nasceu e tenho muitos mistérios para revelar enquanto conduzir os hóspedes pelas passagens secretas e escuras desse lugar”, disse Dacre Stoker, especialista em contos de vampiros e bisneto do autor de Conde Drácula. “Bram incluiu muitas referências às pessoas e às histórias reais em seu livro e questionou se os vampiros são realmente um mito”, completa.

dracula-castelo-2-blog-da-arquitetura

Para deixar a experiência ainda mais viva, foi preparada uma série de labirintos de corredores iluminados por lamparinas e também uma passagem secreta que dará para um jantar a luz de velas, com receitas e comidas característica das do Conde Drácula.

Para saber mais sobre o local, é só conferir o anúncio original, aqui.

 

Fonte: Galileu

 


publicidade

publicidade