publicidade

publicidade

Confira esses exemplos de arquitetura e design inspirados no espaço!


Passados quase cinquenta anos da ida do homem à Lua, uma nova corrida espacial – agora direcionada a Marte – tem instigado a imaginação e a criatividade dos projetistas. A ideia de se poder, em breve, levar o design terreno a outro planeta é vista como a chance perfeita de se pensar em soluções ainda mais arrojadas, utilizando materiais inovativos – uma chance de explorar antigos projetos, que não foram colocados em prática nos produtos para a Terra.

Afinal, será que as necessidades de um humano são tão diferentes estando aqui ou no espaço?

Responder a essas questões faz parte do trabalho de Constance Adams, arquiteta da NASA – National Aeronautics and Space Administration – responsável pelo projeto de interiores das aeronaves americanas que vão ao espaço. E assim como ela, qualquer profissional da área precisa entender como atender todas as necessidades dos clientes em um espaço limitado e cada vez mais e mais reduzido. Acredita-se que até 2050 a maior parte da população mundial estará vivendo em cidades. Então, a falta de espaço será uma realidade inevitável para essas pessoas e quanto mais cedo os projetistas se atenderem a isso melhor.

Então, visto por esse ângulo, será que é mais desafiador explorar a Terra ou o espaço?

(imagem extraída de Pixabay)

+ Coleção de “móveis marcianos”

Nova era, novos conceitos, novos materiais.

A IKEA é uma das maiores referências na fabricação e comercialização de móveis populares, com lojas espalhadas por quarenta e oito países ao redor do globo. Suas peças são baratas, fáceis de montar e apresentam um design bem criativo, de influência nórdica. Para 2019, a empresa tem preparado uma surpresa para seus consumidores. Ela lançará dezenas de peças que terão como referência a vida espacial e a colonização de Marte. A ideia é questionar ideias pré-concebidas para as atividades comuns no dia-a-dia, lançando novas soluções que poderão, inclusive, contribuir para as missões da agência espacial americana.

“Julgo que o objetivo desta coleção será, sobretudo, o de apreciarmos o que temos na Terra: pessoas, plantas, ar puro e água potável.” – Marcus Engman, director de design da marca sueca.

“(…) Mas também a diversidade e um sentimento de pertencimento – coisas que damos por certo diariamente.” – Michael Nikolic, diretor criativo da IKEA.

(imagem extraída de Tecmundo)

 + Objetivo do experimento

Não será apenas um novo segmento para a rede ou uma simples coleção baseada no tema espacial. Claro que, de algum modo, isso vai acabar chamando a atenção do público e da imprensa, o que será um ótimo jogo de marketing para a empresa. Mas a ideia máxima do experimento é, para a IKEA, colaborar diretamente com a NASA, fornecendo soluções de mobiliário minimalista para um eventual habitat marciano, com base na logística das viagens ao espaço.

+ Uma semana na NASA

A IKEA vai levar uma equipe de projetistas até o Mars Desert Research Station, em Utah, nos Estados Unidos – o mesmo local onde os astronautas costumam fazer seus treinamentos. Os designers irão experimentar as condições de vida fora da órbita da Terra e os possíveis desafios de se viver em Marte, através de um simulador. Eles aprenderão mais sobre o planeta vermelho e farão reflexões sobre a vida contemporânea e as novas noções de espaço. Esse evento vai coincidir com as comemorações do Dia do Design Democrático, um dos maiores eventos anuais da marca.

(imagem extraída de Ikea)

+ Suíte espacial

O artista e astronauta alemão Michael Najjar foi o responsável pela elaboração do design de interior da suíte do Kameha Grande Zurich Hotel, na Suíça. Sua obra é um convite para uma experiência única, em um espaço sideral fictício. O dormitório, embora apresente materiais de frios e cores sóbrias, é bem confortável – pelo menos em comparação a uma nave real. Sua intenção era criar uma atmosfera que remetesse à experiência fora da Terra. Então, sua inspiração foi, justamente, os trajes dos astronautas, os foguetes das aeronaves e as imagens da Lua.

(imagens extraídas de Casa Abril)
(imagens extraídas de Casa Abril)

+ Tecnologia espacial à mobília para casa

Os anos sessenta e setenta foram o ápice para a corrida espacial. Americanos e russos competiram para levar o primeiro homem ao espaço e conquistar o satélite natural da Terra. Fazendo uma crítica à sociedade dessa época, de forma bem humorada e irônica, Gaetano Pesce lançou a linha ‘UP’, em parceria com a marca B&B Italia. O móvel era feito de espuma e ficava comprimido dentro de uma embalagem. Quando a caixa era aberta ele se expandia e assumia sua forma final. Esse trabalho marcou uma era e hoje é considerado um clássico do design.

Ideia semelhante pode ser vista no trabalho do designer belga Carl de Smet. Ele utilizou um tipo de poliuretano para criar obras mobiliárias que também podem ser comprimidas. A ideia é que algo assim seja levado, no futuro, nas aeronaves, sendo transportado facilmente, sem ocupar muito espaço. Chegando ao planeta colonizado, essas peças seriam ejetadas, expandindo-se com o calor do próprio sol.

(imagem extraída de Casual Móveis)
(imagens extraídas de Morar Kallas)

+ La Luna

Todos os exemplos anteriores já demonstram a fascinação dos humanos pelos corpos celestes. E essa também foi a inspiração do trabalho do estúdio taiwanês de design Acorn. Sua equipe criou, através de uma campanha de financiamento coletivo, uma luminária bastante especial, lembrando a forma e as tonalidades da Lua. A bola de fibra de vidro, coberta com látex, é a prova d’água e de calor, tem luminosidade ajustável e pode ser comprada em tamanhos diferentes.

(imagem extraída de Bored Panda)

 + Outros exemplos de design espacial

Algumas pessoas são, realmente, fascinadas por tudo que é relacionado ao espaço, só que apenas uma minoria será capaz de viajar até ele algum dia e, talvez, isso ainda leve muitos e muitos anos. Por isso os designers vêm buscando soluções de “aproximar as pessoas às estrelas”, através de propostas que desafiem esse limite entre a fantasia e a realidade.

(imagens extraídas de Bored Panda)

 

(imagens extraídas de Cultura Colectiva e i3Lab em Etsy)

 

(imagens extraídas de Urban Outfiftters e i3Lab em Etsy)

 

(imagens extraídas de Meluseena em Etsy e SewnNatural em Etsy)

 

(imagens extraídas de Daniel Becker e Rolland Hill)

Fontes: Ikea, Petiscos


Leia Também:

O que podemos aprender com as cúpulas geodésicas do deserto de Wadi Run

Tons metalizados são tendência para decorar a casa

O banho do futuro: conheça modelos de chuveiros bem diferentes (e dicas de como escolher o seu)

Designers de Taiwan criam abajur em forma de lua cheia


publicidade

publicidade